quarta-feira, 15 de março de 2017

Livro que li ~Doce ou Travessura

Hoje trago uma resenha de um conto, bem legal, mas para maiores de 18 anos!!

TEMA
(Erótico / Conto)

quarta-feira, 1 de março de 2017

Livro que li ~Til Death parte 2

TEMA:

(ERÓTICO / ROMANCE)



Sinopse:

Você sabe como foi para mim.
Você sabe o que ele fez.
Você sabe que o fogo apagou dentro da minha alma, quando ele me esmagou em mil pedaços minúsculos.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Livro que li ~Til Death parte 1

TEMA:

(ERÓTICO / ROMANCE)

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Livro que li ~A Sereia

Hoje falaremos de mais livro!!!


A SEREIA - KIERA CASS

*w*


TEMA
(SOBRENATURAL / ROMANCE/ JUVENIL)


terça-feira, 22 de novembro de 2016

Dicas para melhorar seu hábito de leitura



Como a maioria dos leitores, tive altos e baixos quando o assunto é regularidade na leitura.
Confesso que não acredito muito naquela visão meio fantasiosa de que basta um dia frio ou chuvoso para você, automaticamente, pegar um livro e mergulhar na história como se não houvesse amanhã.
Às vezes, manter o hábito de leitura não é tão simples.
Tem dias em que não estamos com vontade e ponto. Ou você até quer ler algo, mas acaba cedendo para gastar seu tempo com outra coisa, como um filme ou série.
Nada de errado, até porque o hábito de leitura dificilmente será aprimorado se for uma tarefa, como acontece, por exemplo, quando temos que ler algo que não queremos por conta de faculdade, curso, entre outros.
Sendo assim, a proposta dessa postagem é de dar algumas dicas para quem deseja criar ou melhorar seu hábito de ler por prazer.
Na minha visão, cultivar esse hábito não está muito relacionado com a ideia de ler uma grande quantidade de livros num curto espaço de tempo (até porque acho que isso já soa como obrigatoriedade), mas sim de transformar a leitura em algo extremamente natural.
Lógico que existem pessoas que conseguem ler muito rápido e, ainda por cima, com prazer, mas acredito que elas são uma pequena parcela da população. 
Ler por prazer seria como fazer do livro um amigo fiel, daqueles que você gosta de conversar todo dia.


Tem um trecho, escrito por Francis Bacon, que reflete um pouco dessa ideia:
“A primeira vez que leio um bom livro é como se tivesse ganhado um novo amigo. Quando leio um livro que já li parece que estou reencontrando um velho amigo.”
Separei algumas dicas. Vejamos:

  • Sempre tenha um livro por perto.
Toda vez que saio, levo um livro na mochila.
A verdade é que nunca sabemos se algo vai nos atrasar. Mesmo para compromissos que, em tese, não vão gastar muito tempo, tenha sempre um livro disponível.
Nesse caso, costumo deixar uns pockets (preferencialmente, livros de contos) separados apenas para ler quando estiver na rua.
Fazer isso vai te ajudar a ler em qualquer lugar, com barulho e até de pé.
  • Seja extremamente curioso
Não se limite lendo apenas lançamentos, best-sellers ou escritores(as) famosos.
Haruki Murakami, em seu livro “Norwegian Wood”, diz o seguinte:
“Se você só lê o mesmo que todo mundo lê, acaba pensando o mesmo que todo mundo pensa.”
Procure clássicos, escritores menos conhecidos ou livros de editoras pequenas.
Também não leia somente literatura. Tente livros de história, filosofia, biografias etc.
Ler uma variedade maior de coisas vai, com certeza, estimular tanto sua curiosidade quanto seus hábitos de leitura.
Uma dica é selecionar parte das suas leituras de acordo com a localidade de origem do escritor ou escritora.
Quando pequeno (e até hoje, na verdade), gostava muito de ficar lendo sobre outros países no atlas. Acho que isso me tornou bastante curioso em relação a cultura de vários locais.
Pesquisar e ler livros por país foi a melhor forma que encontrei de me aproximar dessas culturas. Além disso, é uma ótima maneira de ampliar nossa visão de mundo.
  • Não force a leitura
Obviamente podem ocorrer circunstâncias em que temos que forçar a leitura.
Por exemplo, quando precisamos estudar para alguma prova.
Mas quando não é esse o caso, evite ler de maneira forçada ou só para terminar mais rápido.


O melhor é ler com calma, aproveitando cada palavra, justamente para você associar a ideia de leitura com um momento prazeroso.
No meu caso, sempre decido parar quando sinto uma ligeira sonolência ou percebo que estou relendo as frases.
  • Pesquise antes
Já coloco isso em prática tem algum tempo.
Sempre, antes de ler algum livro, faça uma pesquisa prévia.
Leia um pouco sobre os escritores, o que eles já publicaram e se possuem algum blog ou site oficial.
Também leia a sinopse do livro para descobrir mais alguns detalhes e pesquise na internet sobre eles.
Por exemplo:
Digamos que você pretende ler algo do Charles Dickens.
Para estimular a imaginação, você pode procurar, por exemplo, algumas imagens relacionadas ao período da Era Vitoriana.
Também pode buscar curiosidades sobre a vida desse escritor ou se o livro em questão já foi adaptado para o cinema.

Tem também quem goste de criar metas, como ler tantas páginas por dia, tantos livros por mês etc.
Eu não faço isso pois me dá a sensação de obrigação, além de tirar a naturalidade do ato de leitura.
No entanto, de maneira alguma descarto a eficiência dessa técnica para conseguir ler mais.
Vai de cada um. 

Se você sabe mais alguma dica e quer contribuir, deixe ai nos comentários!
Postagem: Ana KF Barbosa

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Resenha Nacional - Simplesmente Ana - Marina Carvalho


Editora: Novo Conceito
Autor(a): Marina Carvalho
Páginas: 301


Sinopse:
Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha…
Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex.
Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro.
A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam.
Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.

                                         
                       

Engraçado, fofo, romântico.. Conheçam Simplesmente Ana, da autora Marina Carvalho.


Ana Carina é uma mineira comum. Aos 20 anos, cursa faculdade e vive com a mãe. Seu pai a abandonou quando soube da gravidez, e ele não tem participação alguma em sua vida. Até que uma mensagem em inglês aparece em seu facebook, com um homem que diz ser ele. Sim, pelo face. Moderno, não? Ela percebe pelo nome que as chances de o tal Andrej ser realmente seu pai são grandes, e tudo é confirmado. Mas essa está longe de ser a maior surpresa. Ele é nada mais nada menos que o rei de Krósvia. Pera, então Ana é uma princesa? Isso mesmo!
Ela então vai ao país de seu pai para passar a temporada, conhecê-lo melhor e aos costumes do pequeno país europeu. A criadagem do palácio é super simpática, e ela logo se sente acolhida. Mas nem tudo são flores. Ela também conhece o Alex, o arrogante enteado de seu pai. Mas com a convivência, ela percebe que ele não é tão ruim assim...



"Melhor passar a vida imaginando uma situação sonhada do que experimentá-la uma vez e não poder tê-la nunca mais."



Se ao ler a sinopse sua mente foi voando para os livros/filmes do Diário da Princesa, está certíssimo. O livro segue a mesma premissa, e até algumas situações são bem similares ás do livro de Meg Cabot. Pequeno país europeu, melhor amiga meio maluquinha e um cara mega gato pra mexer com nossa protagonista. Mas se engana quem pensa que o livro é uma mera cópia. Embora as semelhanças sejam notáveis, Marina conseguiu construir sua própria história, sem ficar à sombra da Princesa Mia. Aliás, o livro faz uma referência a ela. Vejam:



"Quando ele me contou tudo isso, comecei a rir. Fiquei me lembrando de um livro que li sobre uma princesa americana recém-descoberta. Eu estava vivendo algo bem parecido, com a exceção dos cabelos indomáveis. Isso eu não tenho, graças a Deus."



Legal né? Não sei vocês, mas eu quase dou pulinhos de alegria quando vejo uma referência a outras obras nos livros em que leio. E Simplesmente Ana tem a sua cota, já que nossa protagonista adora uma boa leitura. Eu quase morri de invejinha quando ela descreve a biblioteca do palácio! Dava vontade de entrar nas páginas só pra ler na tal poltrona com a vista maravilhosa! Vocês também vão ficar babando! E vão rir. Tipo, demais! Ana é super engraçada, e se mete em cada uma! Coitada, muito atrapalhada ela! Tem uma cena na qual ela vai à manicure na Krósvia e a mulher não sabia como tirar cutícula! Sim, aparentemente, as mulheres tem cutículas gigantes lá. O que Ana faz? Ensina, claro! Dá uma de professora no meio do salão!



Essa personalidade decidida e ao mesmo tempo insegura dela a transformou na minha personagem favorita da história. 
Os outros personagens também tem uma construção boa, como a cozinheira do castelo e a "assistente" da princesa. Ambas muito fofas. Mas ninguém supera Andrej no quesito fofura. 



"E essa foi a primeira vez que chamei Andrej de pai. Deliberadamente. O rosto dele adquiriu uma expressão de realização, como se aquela simples palavra fosse a mais bonita e importante do mundo. Naquele momento, ela era, sim. Pelo menos para nós."



E o que falar de Alex? O "mocinho" dessa história... Ele vai lembrá-lo muito do pretendente da Mia no segundo filme. Até em algumas situações que foram tipo, quase idênticas. Mas Alex tem muito mais carisma. E o romance acontece de forma natural, com aquela implicância toda de início.


                                    

                             
                                   Simplesmente Ana é uma leitura rápida e divertida!!



                                                   
                                  
Postagem: Aninha KF Barbosa



sexta-feira, 29 de abril de 2016

Sugestão de Leitura: Um Amor No Caminho - Paula Pilar



Sinopse: Eloá e Miguel se conheceram de forma inusitada e logo perceberam que não se suportariam. Apesar da aparente incompatibilidade, foram obrigados a se comunicar e algo mudou, a química perfeita substituiu a rixa inicial.
Eles pareciam no rumo certo para o “felizes para sempre” quando seus caminhos seguiram pela contramão.
As alternativas nem sempre são fáceis ou justas. Qual é a escolha certa quando as suas certezas estão em lado oposto ao amor?



Editora: Qualis Editora
Gênero: Romance / Chicki-lit / Literatura Nacional
Páginas: 200
Ano: 2015

Postagem: Aninha KF Barbosa